ADVIR

ADVIR

Constantemente ouvimos falar sobre instituições que realizam trabalhos comunitários voltados para deficientes. Nestas instituições, estes portadores de necessidades especiais encontram atividades, aulas e outras pessoas semelhantes a ele, possibilitando interagir com o mundo externo e socializar-se.

Na cidade de Itajaí, podemos citar o exemplo da ADVIR – Associação de Deficientes Visuais de Itajaí e Região -. Já a um certo tempo, ouvia comentários muito positivos acerca da associação, e fiquei curioso para saber qual era o trabalho e atividades realizadas com tais deficientes visuais. Para compensar, uma das etapas do meu projeto de pesquisa, juntamente com um colega, consistia em conhecer e entrevistar alguns destes deficientes, e sabíamos que os encontraríamos em instituições especializadas. Sabendo da credibilidade que a ADVIR possuía, decidimos unir o útil ao agradavél, e na tarde desta última terça feira, visitamos a associação.

Premiações Para conhecer a localização da instituição, que havia mudado seu endereço  recentemente, nada melhor do que consultar o Google Earth. Caminhamos em torno  de 1,5 Km para chegarmos ao destino desejado, e lá, nos deparamos com um lugar   bonito e aconchegante, com várias estantes recheadas de livros escritos em Braille, além de vários troféus adquiridos em competições esportivas voltadas para deficientes.

Estavamos curiosos para conhecer o laboratório de informática, lugar onde o professor Rodrigo Lima, também deficiente visual, ministra as aulas de informática básica para os alunos da instituição.  Queriamos saber qual a maior dificuldade que o deficiente visual possui de adaptar-se a novas tecnologias

– A maior dificuldade de um deficiente visual é o manuseio de aparelhos MultiTouch, ou seja, sensíveis ao toque. Esta tecnologia é absolutamente inacessível para nós, pois o toque na tela deve ser preciso, e o deficiente visual é incapaz de realizar este toque com exatidão. – Lamenta o professor.

Rodrigo também explica o porquê da falta de investimento em tecnologias acessíveis a todos.

– Vivemos em uma sociedade capitalista, onde as empresas querem apenas ganhar dinheiro. Para isto, elas desenvolvem produtos exclusivamente para as pessoas ditas normais, obtendo o maior lucro possível. Afinal, a demanda de deficientes não é suficiente para gerar lucro a estas empresas. – Explica Rodrigo.

Logo depois, indagamos sobre a relação existente entre deficiente visual e computador.

– O deficiente visual utiliza exclusivamente o teclado em um computador, pois não consegue utilizar o mouse. Através das teclas de aderência “j” e “f”, ele vai descobrindo a localização de todas as outras teclas, utilizando assim, todos os dedos para a digitação. Por isso, a primeira lição dada nas aulas de informática para deficientes visuais é o conhecimento do teclado. Após isto, ele começa a interagir com os softwares básicos através de atalhos no teclado, aumentando gradativamente o seu conhecimento acerca do computador. Isto pode abrir muitas portas, principalmente no mercado de trabalho.

Após  conhecermos o professor Rodrigo e seu laboratório de informática, decidimos conversar com a professora Shirlei, que leciona aulas de Braille. Ela nos levou até a sala de aula, onde nos deparamos com muitos brinquedos e outras maneiras divertidas utilizada por ela para ensinar esta forma de leitura tátil.

– A criança deficiente visual, assim como qualquer outra criança, deve ser estimulada e incentivada a aprender. Por isso, a utilização de brinquedos, livros e etc.

Percebemos que todos os objetos e acessórios da sala eram muito coloridos. Ficamos curiosos de saber o porquê de tantas cores em ambientes que eram voltados a deficientes visuais.

– Não podemos esquecer que nem todo deficiente visual é cego. Cego é aquele que não tem visão alguma, podendo, em alguns casos, ver apenas vultos. Porém, nós trabalhamos também com pessoas que tem visão subnormal, ou seja, possui apenas uma parte da visão.  Esse colorido tem o objetivo de estimular o cérebro destas pessoas para que elas tenham a vontade de ver. Quando a pessoa observa muitas cores quentes e vibrantes, ela se sente estimulada a ver cada vez mais. – Explica a professora Shirlei.

Depois disso, fomos levados pela mesma professora a conhecer a chamada sala de interação, onde ali se encontram muitos brinquedos que tem como objetivo estimular os sentidos desta criança, e claro, todos eles muito coloridos. Entre eles, vários quizos que faziam diferentes barulhos, bolinhas de diferentes texturas, baralhos em braille, livros que permitiam interação através do tato e também emitiam sons, mapas em alto relevo, e muitos outros. material

– Aqui neste ambiente, o deficiente visual, principalmente as crianças, podem conhecer o mundo externo de uma maneira totalmente segura. Pois na grande maioria das vezes, os pais destas crianças tornam-se super-protetores, impedindo a criança de interagir e socializar-se, mantendo-as apenas em casa.

Comentamos também sobre a paciência de ter que lidar com crianças portadoras de necessidades especiais. Shirlei responde com alegria.

– Trabalhar com deficientes, seja qual for a deficiência, é imensamente gratificante. Não quero outra coisa da vida.

Após muitas horas de conversa e conhecimento da instituição, o tempo ia alongando-se e as horas passando. Fomos embora comentando o quão interessante havia sido a visita.

A ADVIR realiza um trabalho fantástico, fazendo com que os deficientes visuais encontrem nela um lugar aconchegante e voltado para eles, como o seu próprio lar. Deixo aqui os meus sinceros parabéns, e desejo que continuem prestando este excelente serviço a comunidade deficiente visual.

Se você ficou interessado em conhecer melhor o trabalho da associação, recomendo a visitação. A ADVIR está localizada na cidade de Itajaí, Rua Francisco de Paulo Seara, em frente a farmácia Fernandes, no Bairro São Judas.  Não recordo-me o número, mas assim que descobrir, informo ele aqui mesmo, quando o post for atualizado.

Para maiores informações, ligue para a ADVIR: 33492297

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: